Os segredos do Batatais

A 48ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior está em sua reta final. Das 120 equipes que iniciaram a competição, há duas semanas, apenas sete seguem na disputa pelo título. Entre elas, favoritas do quilate de Corinthians, Flamengo (atual campeão) e Botafogo. E, também, algumas surpresas. Como o Batatais Futebol Clube, time que eliminou Sport e Ponte Preta e, sob comando do técnico Paulo Fábio Lippi Júnior, quer continuar fazendo história.

O principal segredo do Batatais talvez esteja na união do grupo de atletas. Palavras de seu próprio comandante. “Desde o início, um dos segredos foi a união. Os meninos aceitaram o que foi passado, ou seja, a ideia de que a Copa São Paulo poderia ser uma oportunidade para eles se destacarem. Todos entenderam, o elenco está fechado e determinado”, afirma Paulo Lippi, sem citar destaques individuais.

Um atleta, no entanto, vem chamando a atenção desde a primeira fase. Com cinco gols em seis partidas, o canhotinho Douglas Pote é o protagonista da equipe. O bom momento significa uma volta por cima na carreira do atacante, que, por motivos de indisciplina, chegou a ser afastado do grupo no último Paulista Sub-20, campeonato no qual o clube realizou campanha modesta. Destacam-se, ainda, o goleiro Gerson, o volante Everton Casimiro e o camisa 11 Thales.

No Batatais há oito meses, após passagens por clubes como Taquaritinga e Olé Brasil, Lippi admite que a atmosfera criada no Estádio J. D. Martins, em Cravinhos, colaborou para a façanha. “A cidade nos abraçou desde o primeiro jogo. Houve uma identificação entre os torcedores de Cravinhos e os nossos jogadores”, destaca – lá, foram quatro vitórias (duas delas sobre o Sport) e dois empates seguidos de triunfos nos pênaltis.

Diante do Botafogo-RJ, pelas quartas de final, o Batatais não contará com o “fator local”: o jogo desta quarta-feira será no José Liberatti, em Osasco, um campo com dimensões maiores em relação ao J. D. Martins. Nada, porém, que assuste Paulo Lippi e seus comandados. “Os meninos estão tranquilos, com os pés no chão. Vamos em busca da classificação”, garante o técnico, lembrando que a preparação para a Copinha foi realizada num campo com dimensões semelhantes ao de Osasco.

Não há dúvidas de que o Botafogo, atual campeão carioca e brasileiro sub-20, é o franco favorito para o confronto. No entanto, convém lembrar, Sport e Ponte Preta também tinham o favoritismo ao seu favor e, mesmo assim, provaram do veneno da sensação da Copa São Paulo. Duvidar do unido e empolgado Batatais, certamente, não é recomendável.

Campanha da equipe

Batatais 3 x 2 Sport-PE
Batatais 2 x 0 Comercial-SP
Batatais 3 x 1 Rio Claro-SP
Batatais 3 (5) x (4) 3 Ferroviária-SP
Batatais 2 x 1 Sport-PE
Batatais 1 (4) x (2) 1 Ponte Preta-SP

Time-base

Gerson, Wislem Júnior, José Neto, Léo Alves e Igor Tostes; Everton Casimiro, Maurício e Murilo; Douglas Pote, João Vitor (Victor) e Thales. Técnico: Paulo Lippi